Categoria impede corte da PLR no Banco do Brasil

Banco voltou atrás na redução do ciclo avaliatório da GDP

As negociações entre a Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil e o Banco do Brasil, ocorrida nesta sexta-feira (28), conseguiu reverter as tentativas do Banco do Brasil de cortar pela metade a Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR) e reduzir o ciclo avaliatório da Gestão de Desempenho Profissional (GDP). As novas propostas serão votadas em assembleias realizadas a partir das 20h deste domingo, 30, até às 24h de segunda, 31. A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP MS), orienta que as assembleias sejam realizadas por meio dos sindicatos e recomenda ainda, de acordo com orientação do Comando Nacional que a categoria vote pela aprovação da proposta.

“É muito importante a aprovação da nova contraproposta de Aditivo à CCT apresentado pelo BB na rodada desta sexta-feira (28)”, reforça a representante da Feb na CEBB, Elisa Ferreira.

Gestão de Desempenho Profissional
Novo recuo apontado também para a questão da GDP. O Banco manteve os três ciclos de desempenho insatisfatório para descomissionar. Na terceira rodada (14 de agosto), o banco propôs a redução de três ciclos para um; na manhã desta sexta-feira, 28, propôs dois ciclos e à tarde, manteve a regra prevista no atual Aditivo à CCT.

SAA
Já para os funcionarios que que trabalham no autoatendimento, o Banco manteve o intervalo de descanso dentro da jornada de trabalho; na quarta rodada (17 de agosto), o banco havia proposto fim do intervalo.

Saúde
Foi mantido também o prazo de 180 dias para avaliação médica, em caso de licença saúde. Na terceira rodada (14 de agosto), o BB havia proposto redução do prazo, passando para 120 dias.

Abonos
Com relação aos abonos o Banco do Brasil segue com a proposta de impedir que os funcionários convertam os dias de folga não utilizados em pecúnia (recebimento destes dias em dinheiro). De acordo com o Banco, os funcionários também não poderão acumular essas folgas, ou seja, terão que utilizá-las durante o ano, ou, no limite, utilizá-las nas férias.
“Funciona assim, para aqueles que possuem saldo até 31 de agosto, o mesmo pode ser acumulado e vendido. Já os abonos contados a partir de 1º de setembro, poderão ser convertidos em espécie até 31/8/2021, e a partir daí não poderão mais ser ser transformados em pecúnia, ou acumulados”, explica Elisa. .

Intervalo na jornada
Também houve avanço sobre o registro no sistema do intervalo de 15 ou 30 minutos para quem cumpre jornada de seis horas. O intervalo de 15 minutos continuarão da mesma forma. Intervalos a partir de 30 minutos deverão ser registrados em ponto eletrônico.

Mesas específicas
Estão previstas a instalação de três mesas paritárias de discussões específicas sobre os funcionários de bancos incorporados, mesa de saúde e segurança bancária e mesa de escritório digital e teletrabalho.

Assembleias
As assembleias terão início neste sábado a partir das 19h e seguem até às 19h de segunda-feira (31). O objetivo é a avaliação das propostas, tanto as específicas do BB quanto as da mesa única com a Fenaban.

Para saber mais sobre as propostas acesse:

Proposta avança, com abono de 2 mil e 1,5% de reajuste

Acompanhe as negociações e as assembleias pelas nossas redes sociais.

Compartilhe:
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on print
Imprimir